About: Multidisciplinary space to develop young artists from Brasil based on mentoring, collaborative projects and art residency.

Fenda
São Paulo, Brasil
e: fenda.space@gmail.com
i: @fenda.space
Artist in
residence

Fierce

Fenda
Diary
01

Calendário Xinã Bena (Novo Tempo) – Saiba mais

Back←

Colaboração entre a Aldeia São Joaquim, no Acre, e o fotógrafo Hick Duarte, o calendário Xinã Bena (Novo Tempo) nasceu com o objetivo de arrecadar fundos para a construção do Museu Inka Muru de Arte Huni Kuin.

A Aldeia São Joaquim, localizada a 40 minutos do município de Jordão (AC), é habitada por 110 indígenas de 19 famílias da etnia Huni Kuin. O pajé Itsairu Huni Kuin é uma de suas lideranças e, além de atuar como assessor de educação indígena em Jordão, trabalha na missão de criar e estabelecer um museu como equipamento para a preservação da cultura de seu povo e do legado de seu pai, Inka Muru.

“Meu pai foi um profundo conhecedor das medicinas da Floresta, da espiritualidade e da cultura Huni Kuin. Foi o professor dos professores, responsável pela alfabetização da maior parte dos jovens Huni Kuin do Jordão. Conseguiu reunir parte desse conhecimento em dois livros, mas acabou fazendo a passagem antes de concluir sua pesquisa”, conta Itsairu, que, como filho mais velho e professor, vê no museu a possibilidade de manter vivo não só o sonho de seu pai, mas também o seu próprio. “O museu será o espelho do povo Huni Kuin. Um espaço de arquivo, de aprendizagem, uma escola viva. Um templo para todas as nossas memórias. Dentro do museu você vai conhecer a nossa realidade, o nosso artesanato, as nossas tradições, o nixi pae (ayahuasca), todas as dietas, todos os nossos cantos e danças, todos os rituais tradicionais do povo Huni Kuin.”

O fotógrafo Hick Duarte fez a sua primeira visita à Aldeia São Joaquim em outubro de 2021 e, assim que soube dos planos relacionados ao museu, começou a pensar em meios de colaborar de forma prática para que a ideia saísse do papel. “Foi uma viagem transformadora, por toda a imersão cultural e jornada espiritual que ela me permitiu. Na volta, não conseguia parar de pensar no quão belo e importante é o sonho da construção de um museu local – e a ideia de utilizar as fotos que fiz como suporte para isso me pareceu um bom primeiro passo”, conta Hick.

Surgiu, assim, o calendário Xinã Bena (Novo Tempo), com 16 fotos que buscam ilustrar o cotidiano da Aldeia São Joaquim. São retratos dos mais velhos aos mais novos, passando por suas relações com o artesanato, seus rituais e a Floresta. As folhas medem 35x40cm – a peça tem, portanto, 70 centímetros de altura quando aberta, fixada na parede. Com projeto gráfico do estúdio Sometimes Always, o calendário também conta com um poema de Itsairu Huni Kuin.

100% do valor arrecadado com a venda dos calendários será direcionada à construção do museu. Visite o nosso shop e garanta o seu.

Agradecimentos especiais a Itsairu Huni Kuin e a toda a Aldeia São Joaquim, Centro de Memória e Luz da Floresta; Vitor Henrique e Ramon Lima, coordenadores do projeto do museu; Bruno Paz, arquiteto responsável pela obra; e a Lukas Vincent, por idealizar e viabilizar a viagem que deu início a esse projeto.

Siga @museu.hunikuin para atualizações sobre a construção do museu.